9 Hormônios que levam ao aumento de peso e como evitar que isso aconteça

9 Hormônios que levam ao aumento de peso e como evitar que isso aconteça:

O aumento de peso é frequentemente associado ao excesso de ingestão de alimentos. Porém, ele pode ser causado por diversos hormônios que ficam desequilibrados em nosso corpo. Apesar de sabermos que ganhar peso é fácil, temos consciência de que perder não é. Vários gatilhos, como estresse, idade, genética e as escolhas ruins de estilo de vida podem causar um desequilíbrio hormonal que leva à obesidade.

O Incrível.club identificou 9 hormônios que causam um desequilíbrio em nosso organismo, resultando em ganho de peso. Além disso, diremos a você como é possível controlar esses hormônios. Leia até o final! Consideramos este post muito interessante!

Hormônios da tireoide

A glândula tireóide encontra-se na base do nosso pescoço. Ela produz os hormônios T3, T4 e calcitonina, responsáveis pela manutenção de nosso metabolismo. A subprodução desses hormônios leva ao hipotireoidismo, uma doença endócrina geralmente associada ao aumento de peso, devido principalmente ao acúmulo de líquido no corpo, e não ao acúmulo de gordura, o que faz com que a pessoa aparente estar acima do peso.

Como evitar:

  • Consuma sal iodado.
  • Consuma alimentos bem cozidos e evite as verduras e legumes crus.
  • Insira suplementos de vitaminas em sua dieta.
  • Consuma alimentos ricos em teor de zinco, como ostras e sementes de abóbora.

Insulina

A insulina é um hormônio secretado pelo pâncreas. Ela ajuda a transportar glicose para as células usarem como energia ou para que a armazenem como gordura, mantendo assim os níveis de glicose no sangue. O consumo excessivo de alimentos processados, aperitivos pouco ou nada saudáveis, bebidas alcoólicas ou adoçadas artificialmente pode fazer com que o organismo desenvolva uma resistência à insulina.

Isso faz com que as células musculares não reconheçam a insulina ligada à glicose, mantendo a glicose na corrente sanguínea. O resultado é o aumento nos níveis de açúcar no sangue, o que leva ao ganho de peso e ao início do diabetes tipo 2.

Como evitar:

  • Consuma vegetais verdes folhosos, além de frutas e legumes da estação.
  • Para melhorar os seus níveis de ácidos graxos ômega-3, consuma peixes ricos em gorduras boas, nozes, azeite de oliva, sementes de linho.
  • Beba pelo menos 4 litros de água todos os dias.
  • Comece a praticar atividades físicas pelo menos 4 horas por semana.
  • Evite álcool, lanches noturnos, bebidas adoçadas artificialmente.

Cortisol

cortisol é um hormônio produzido pelas glândulas supra-renais, que reage quando estamos deprimidos, ansiosos, estressados, irritados ou fisicamente machucados. Sua principal função é reduzir e diminuir os níveis de estresse, aumentando os de açúcar no sangue, além de suprimir o sistema imunológico e ajudar o organismo a metabolizar as gorduras, as proteínas e os carboidratos. Mas dado o nosso estilo de vida corrido, nosso corpo pode estar em constante estado de estresse, o que leva à maior produção de cortisol. Isso prejudica nossa saúde de maneira geral, além de ajudar na deposição de gordura visceral e estimular a maturação das células adiposas (de gordura).

Como evitar:

  • Durma pelo menos 8 horas todas as noites.
  • Evite alimentos processados, frituras e bebidas alcoólicas.
  • Procure praticar a respiração profunda, yoga e meditação por pelo menos uma hora todos os dias. Isso ajuda a reduzir os níveis de estresse.
  • Passe mais tempo com sua família e amigos próximos. Não há melhor maneira de relaxar!

Testosterona

testosterona é considerada um hormônio masculino, mas também é produzida por mulheres. Ajuda a queimar gordura, fortalece ossos e músculos e, além disso, aumenta a libido. A idade avançada e altos níveis estresse podem causar uma diminuição significativa nos níveis de testosterona nas mulheres, o que leva à perda de densidade óssea e de massa muscular e obesidade.

Como evitar:

  • Pratique atividades físicas regularmente. Isso ajuda a manter bons níveis de testosterona.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Consuma suplementos que contêm proteínas.
  • Inclua alimentos ricos em fibras, como grãos integrais, sementes de abóbora e sementes de linho em sua dieta.

Progesterona

9 Hormônios que levam ao aumento de peso e como evitar que isso aconteça

O nível de progesterona e estrógeno deve ser equilibrado no corpo, para que ele funcione corretamente. A quantidade de progesterona pode diminuir por uma série de razões, como estresse, uso de pílulas anticoncepcionais, menopausa, etc. Isso pode causar ganho de peso e até depressão.

Como evitar:

  • Pratique atividades físicas regularmente.
  • Experimente a meditação.
  • Evite o estresse.

Estrógeno

O estrógeno, também conhecido como estrogênio, é o principal hormônio sexual feminino. Qualquer desequilíbrio em seus níveis pode levar ao ganho de peso. Altos níveis no corpo podem ser resultado da superprodução do hormônio ou de uma dieta rica nesse elemento.

Quando os níveis de estrogênio aumentam, as células produtoras de insulina ficam estressadas. Isso faz com que o organismo se torne resistente a ela, o que provoca um aumento de glicose no sangue e, como resultado, de peso.

As mulheres que estão no período de pré-menopausa possuem níveis mais baixos de estrogênio. Para reabastecer seu suprimento, o corpo começa a procurar por outras fontes de produção. Entre elas estão as células de gordura. Mas quando os níveis de estrogênio diminuem, o corpo começa a converter em gordura todas as fontes de energia disponíveis, para repor os níveis de glicose. Isso leva ao ganho de peso.

Como evitar:

  • Consuma grãos integrais, legumes frescos e frutas.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Pratique atividades físicas regularmente.
  • Evite alimentos processados.

Leptina

A leptina é um hormônio que regula o equilíbrio de energia no corpo, inibindo a fome. Mas quando comemos alimentos ricos em açúcar, o excesso de frutose é convertido em gordura que, por sua vez, é depositada no fígado, barriga e outras regiões do corpo. Essas células produzem a leptina.

Quanto mais esse hormônio é secretado, mais nosso organismo se torna insensível a ele. Isso faz com que o cérebro deixe de receber sinais para inibir o apetite.

Como evitar:

  • Evite alimentos ricos em açúcar. Não consuma mais de 3 porções de fruta por dia.
  • Consuma vegetais de folhas verdes escuras.
  • Evite os alimentos processados.
  • Tenha uma boa noite de sono. Recomenda-se de 7 a 8 horas diárias de sono.
  • Mantenha-se hidratado!

Grelina

Secretada principalmente pelo estômago, a grelina é conhecida como o hormônio da fome. Ela estimula o apetite e aumenta a deposição de gordura. Os níveis de grelina também são altos quando as pessoas seguem uma dieta rigorosa ou jejum.

Como evitar:

  • Pratique atividades físicas regularmente.
  • Coma a cada 2 ou 3 horas.
  • Beba 1,5 copo de água 20 minutos antes de cada refeição.
  • Consuma frutas frescas, legumes e alimentos ricos em proteínas.

Melatonina

A melatonina é um hormônio que regula o sono e a vigília. Enquanto dormimos, o corpo libera hormônios de crescimento que o ajudam a se recuperar, melhorar a composição corporal e desenvolver massa muscular magra. Porém, se não dormimos bem, este processo é interrompido, causando estresse e, finalmente, levando ao aumento no peso, induzido pela inflamação.

Como evitar:

  • Não coma muito tarde da noite ou pouco antes de ir para a cama.
  • Durma o suficiente.
  • Durma em um ambiente totalmente escuro e em uma temperatura mais fria.
  • Desligue todos os seus dispositivos eletrônicos antes de dormir.

Embora alguns nomes possam parecer complicados e talvez você nunca tenha ouvido falar de alguns deles, temos certeza de que já percebeu qual ou quais hormônios pode estar fazendo com que ganhe peso. Conte para nós nos comentários abaixo!

↓ Imprensa «Like» e obter os melhores posts no Facebook ↓

9 Hormônios que levam ao aumento de peso e como evitar que isso aconteça